CategoriasProtestos

Polícia Civil de Pernambuco anuncia nova greve de advertência para esta quinta-feira (11)

O Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE) anunciou que a categoria parará por paralisação de 24h a partir das 7h de hoje (11). A decisão foi tomada após fracasso nas negociações com o Governo Estadual em encontro realizado no Palácio do Campo das Princesas nessa nesta quarta-feira (10). Esta é a segunda vez que os policiais paralisam atividades em pouco mais de uma semana. Na quarta-feira passada (3) a categoria também parou por 24h.

Segundo Áureo Cisneiros, presidente do Sinpol-PE, a decisão por nova paralisação de advertência veio após impasse com o governo, que na reunião de ontem sugeriu uma nova data de negociações. Insatisfeitos com a condução do governo, os Policiais Civis optaram por nova parada, o que pressiona mais a gestão de Raquel Lyra. “A gente não vai estar mais adiando o movimento. Nós não podemos desmobilizar a categoria. Vamos propor aqui paralisação de advertência por 24 horas”, discursou Cisneiros.

De acordo com Áureo Cisneiros, a categoria sofre com falta de efetivo, estruturas precárias e salários abaixo da média nacional.

CategoriasProtestos

Populares interditam BR-116 e PE-475 em protesto contra condições ruins das rodovias

Na manhã desta sexta-feira (17) populares que residem próximo a PE-475, trecho que liga a BR-116 ao município de Cedro-PE, interditaram totalmente a rodovia em protesto por melhorias. A revolta é que diversos acidentes, muitos com vítimas fatais, ocorreram devido as péssimas condições.

CategoriasProtestos

Malafaia sobre Pacheco: “frouxo, covarde e omisso”.

O pastor Silas Malafaia, um dos organizadores do ato em apoio ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), realizado hoje EM Copacabana no Rio de Janeiro, subiu o tom mais uma vez contra Alexandre de Moraes, ministro do STF, o chamando de ditador.

Descontente com a letargia do Presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco, depois dos dados entregues pelo X (antigo Twitter) ao congresso americano, mostrando as decisões arbitrárias de Moraes, Silas chamou o senador mineiro de “frouxo, covarde e omisso”.

Ele ainda analisou que os demais ministros da Suprema Corte estão alinhados com as decisões de Moraes e sugeriu que os comandantes das Forças Armadas renunciem aos seus postos até que uma investigação sobre o STF seja conduzida pelo Senado.

CategoriasProtestos

População usa lama das chuvas em protesto contra governo do PSB

A revolta com a falta de investimentos por parte do governo do Estado inspirou pernambucanos descontentes a protestarem. O vídeo foi feito em frente a Palácio do Campo das Princesas, utilizando lama das chuvas. Sem os investimentos devidos em obras de prevenção, as chuvas causaram uma tragédia no Recife e na região metropolitana: 128 mortes.

CategoriasProtestos

Mulheres cobram delegacia especializada em Serra Talhada – PE

Aproveitando a presença do Governador Paulo Câmara por ocasião do aniversário de 171 anos de emancipação política de Serra Talhada, um grupo de mulheres aproveitou o desfile cívico, realizado ontem (6), na Rua Enock Inácio de Oliveira, para apresentar uma faixa reivindicando que seja implantada no município uma delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM).

Quebre o ciclo, denuncie a violência contra a mulher – Serra Talhada clama pela Delegacia da Mulher”, era este o apelo que estava escrito na faixa, que foi exposta para todos, inclusive para o governador, ver, durante passagem do grupo autodenominado de “As Arretadas”.

Apesar de ostentar números altos de violência contra a mulher e de reivindicar o equipamento há muito mais tempo, Serra Talhada viu o governo autorizar a implantação de uma delegacia do gênero na cidade de Afogados da Ingazeira, que é bem menor que Serra, cerca de menos da metade da população, segundo dados do IBGE, e que registra números de violência muito menores.

CategoriasProtestos

Professores aproveitam visibilidade de evento para cobrar reajuste no piso

Enquanto ignora o apelo dos professores da rede municipal de ensino e alega dificuldades para aplicar o reajuste aprovado pelo MEC, a prefeitura de Serra Talhada montou uma mega estrutura para inaugurar o asfalto na Avenida Afonso Magalhães no final da tarde de hoje (1). Aproveitando a visibilidade do evento, professores foram até lá para protestar.

Os docentes pediram reformulação do Plano de Cargos e Carreiras e indagaram a prefeita Márcia sobre o reajuste, devido ao suspense feito pelo  governo com a demora para apresentar a proposta para a categoria. A expectativa é que o governo petista envie o projeto à Câmara de Vereadores na sessão ordinária da próxima terça-feira, dia 5 de abril.

Veja abaixo imagens dos protesto:

 

 

CategoriasProtestos

Funcionário da prefeitura de ST insulta professores e vereadores em protesto

Não bastasse o silêncio da gestão quanto a regularização do Piso do Magistério, a prefeitura de Serra Talhada ainda terá de explicar o que um funcionário fazia no meio dos professores na última segunda-feira (21) durante protesto dos docentes. A abordagem do tal funcionário se deu no trajeto em direção a Secretaria de Educação.

O vídeo, publicado esta manhã pelo YouTuber e Blogueiro Sérgio Hernandes, mostra a maneira como o rapaz aborda professores e vereadores [que acompanhavam a manifestação], fazendo provocações e buscando causar tumulto. Assista a tudo no vídeo abaixo:  

 

CategoriasProtestos

Professores fazem protesto pelo reajuste do piso em Serra Talhada

Já estamos nos últimos dias de março e nada de a Prefeitura de Serra Talhada enviar à Câmara de Vereadores o projeto para adequação do piso dos professores da rede municipal. O Presidente Jair Bolsonaro concedeu um aumento de 33,24%, mas alguns municípios, como é o caso de Jaboatão dos Guararapes, foi além e deu 36%, mais que os 35% do Governo de Pernambuco.

Cansados de esperar, professores Serra Talhada se reuniram na manhã desta segunda-feira (21) em frente a sede da prefeitura para pressionar o governo. Na pauta: o reajuste do piso, a extinção da taxa de 14% cobrada sobre os benefícios dos aposentados e a demissão da Secretária de Educação, Marta Cristina. O governo não enviou representante para dialogar com a categoria.

A manifestação surgiu do movimento livre, longe das articulações do SINTEST – Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Serra Talhada, que “encastelou-se” e tem dialogado no idioma da gestão e não da categoria. A Associação dos Docentes da Universidade Federal Rural de Pernambuco (Aduferpe), apoiou a manifestação de hoje.

O blogueiro e YouTuber, Sérgio Hernandes, participou do evento e fez vídeos dos protestos, assista a seguir:

 

CategoriasEducaçãoProtestos

Prefeitura de ST se cala sobre piso dos professores e categoria convoca manifesto

Já estamos na segunda metade do mês de março e nada da gestão Márcia Conrado enviar à CMST – Câmara Municipal de Serra Talhada – o projeto para adequação do piso do magistério, reajustando o salário dos professores da rede municipal de ensino em 33,24%, como sancionou o Presidente Bolsonaro. Em fevereiro a prefeita prometeu que enviaria nas primeiras sessões deste mês, mas até agora nada.

Muitos municípios já decidiram acompanhar a decisão do MEC, outros foram além, como é caso de Jaboatão dos Guararapes que concedeu um reajuste de 36%. Detalhe: nenhum município anunciou ter precisado tomar medidas drásticas. Já aqui, a prefeita chegou a comunicar que faria cortes nos seus salários, do vice, de cargos comissionados e outros, alegando que sem isso o município não teria condições de pagar o novo piso.

A Rádio Líder do Vale FM acessou os repasses feitos pelo Governo Federal, aplicou o reajuste e constatou que é possível pagar o novo piso e ainda sobra mensalmente mais de R$ 1 mi. O que se comenta é que a preocupação da gestão é que aplicando o reajuste, ultrapassará os limites previstos pela LRF (Lei de responsabilidade Fiscal) que prevê o uso de no máximo 54% da receita corrente liquida com folha de pagamento.

A situação alerta para outro problema: o inchaço da máquina. Tem muitos apadrinhados e apaniguados, e o governo Márcia não quer abrir mão deles, afinal este é um ano eleitoral e seu padrinho, o ex-prefeito Luciano Duque, é pré-candidato a uma cadeira na Alepe [Assembleia Legislativa de Pernambuco], logo a prefeitura gasta muito dinheiro com gente “indispensável” para este objetivo e outros mais adiante.

Diante do “empurrar com a barriga” da gestão, da apatia conivente da CMST e do silêncio oportuno do SINTEST – Sindicato dos Trabalhadores na Educação de Serra Talhada, que tem como presidente Júnior Moraes, ex-presidente do PT em Serra Talhada, a categoria decidiu se manifestar na próxima segunda-feira, dia 21, ás 8h, em frente à Prefeitura Municipal na Rua Agostinho Nunes De Magalhães, no centro.

Além de exigir o reajuste de 33,24%, os professores vão cobrar também a valorização do Plano de Cargos e Carreiras, que contratações sejam feitas por meio de Concurso Público e também protestarão contra a terceirização na educação.

CategoriasProtestos

Beneficiários do Conjunto Vanete Almeida fazem protesto neste domingo (13)

Para marcar os 5 anos de espera pela tão sonhada casa própria, diversas pessoas contempladas no Conjunto Habitacional Vanete Almeida se reuniram neste domingo (13) nas proximidades das casas, às margens da BR-232. São 902 casas populares que deveriam já ter sido terminadas e consequentemente entregues aos beneficiários.

Usada politicamente pelo ex-prefeito Luciano Duque e meados de 2017, o empreendimento enfrentou problemas com a construtora, que deixou o canteiro de obras, dizem, com cerca de 80% das casas terminadas. A gestão passada surfou numa obra federal, dando a entender, para muitos agraciados, que a ação seria municipal ou que sofrera qualquer interferência por parte da gestão.

Depois de criado o imbróglio, a prefeitura passou a responsabilizar o governo Federal e o Banco do Brasil, verdadeiros responsáveis pelo conjunto habitacional e únicos com poder de destravar de verdade a obra. O problema agora é que, mesmo que a construtora tenha deixado com 80% concluído, a esta altura muita coisa precisará ser refeita, devido a ação do tempo e dos vândalos que depredaram as residências.

Recentemente o Governo Federal destravou outras obras de outros conjuntos Brasil afora que também enfrentavam este mesmo problema. De 2019 para cá foram entregues mais de 1.200.000,00 [hum milhão e duzentas mil casas]. Com esperança que medida semelhante seja tomada quanto ao Vanete Almeida, o protesto realizado na manhã de hoje busca chegar até o Governo Federal e sensibilizá-lo para que as obras sejam retomadas e que de fato as pessoas possam realizar o sonho da casa própria.  O YouTuber e Blogueiro Sérgio Hernandes acompanhou a movimentação [ clique aqui e assista].